Branding: perceba o conceito que o ajuda a gerir a sua marca.

O que é o Branding?

Segundo o designer Walter Landor, uma boa marca deve esforçar-se para criar uma ligação emocional com os seus clientes, pois, nas suas palavras, “os produtos são feitos na fábrica, mas as marcas são criadas na mente de cada consumidor”.

A Brand By Difference ajuda-o a esclarecer o conceito e a perceber como é que pode construir esta ligação emocional através do branding na sua marca.

O branding transmite aos seus clientes/consumidores quem é a sua marca e o que é que os mesmos podem esperar ao interagir com ela. Quando falamos em branding, muitos ainda pensam que se resume a um logótipo. Claro que este é um elemento fundamental que ajuda a criar uma identidade fixando-a na cabeça do consumidor, mas é só uma pequena parte na construção de uma marca. Regra geral, os produtos têm ciclos de vida limitados, mas as marcas – se bem construídas e trabalhadas – duram para sempre.

Vamos então perceber algumas áreas de atuação do branding e a sua importância.

O branding está presente em áreas como o design, comunicação, marketing, administração, psicologia e publicidade. Todos estes segmentos resultam em ações que visam posicionar uma marca no mercado, fazendo com que ela acarrete um relacionamento satisfatório com os clientes e, de certa forma, conseguir criar uma ligação emocional.

As ações de branding têm como objetivo alinhar toda a comunicação visual, marketing e informação de uma marca para que esta passe a mesma imagem para o consumidor e demonstre uma personalidade própria, segundo a Cim (The Chartered Institute of Marketing),40% dos profissionais de marketing não acreditam que a sua imagem de marca esteja bem alinhada com a direção estratégica de sua organização.

Mas por é que as ações de branding são tão importantes?

As marcas nem sempre têm as suas ações bem delineada. Muitas sabem o que é que fazem, algumas sabem como é que fazem, mas poucas sabem porque é que o fazem, qual é o seu propósito, as causas, o que é que acreditam ou simplesmente porque é que a marca existe.

Desta forma, é preciso capacidade de promover o valor que a marca quer transmitir e torná-lo numa prioridade. Uma marca de sucesso alcança reconhecimento, desejo, confiança, fidelidade do cliente, etc., com uma gestão eficiente, coerente e impactante.

Esta perceção é fruto de um esforço da marca que procura posicionar-se no mercado. Segundo a Harvard Business Review, 64% dos consumidores elegem os valores compartilhados como a principal razão para se relacionar com uma marca.

Visto isto, existe outra área que também merece a nossa especial atenção. É importante analisar os pontos internos, como o comprometimento dos funcionários com a marca e a capacidade de adaptação da empresa, é natural que as ações de branding se voltem também para os colaboradores. Afinal, são eles que estão em contacto direto com os clientes e, portanto, assumem a tarefa de transmitir os valores e missão da marca, proporcionando a melhor experiência que a marca pode oferecer.

Portanto, podemos concluir que o Branding é uma peça fundamental na construção de um plano de ação organizacional. É um sistema de ações interdisciplinares com o intuito de estabelecer um relacionamento constante e consistente entre o consumidor e a marca, que posteriormente irá desenvolver perceções e sentimentos.

Uma marca saudável e bem reconhecida, facilita e aumenta as vendas, o que consequentemente aumenta a perceção de valor da marca. Como vê, só tem a ganhar se souber exatamente o rumo da sua marca e os valores que quer partilhar com o público alvo.

Junte-se à conversa

3 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *