Quero criar um website. Quanto devo esperar que custe?

Criar um guia definitivo sobre os custos incluídos na concetualização, design e criação de um website pode ser uma tarefa árdua e até ingrata. Contudo, é uma ferramenta extremamente útil e que ajuda a nivelar expetativas. Neste artigo vamos elencar todos os aspetos essenciais para a construção de um website estruturado, relevante e eficaz. Independente de todas as ferramentas que possam existir, o website continua a ser a morada digital de uma marca ou empresa e é a primeira fonte de informação que os utilizadores pesquisam. Criá-lo tendo por base uma estratégia sólida, um objetivo realista e um parceiro com know-how é uma decisão sábia, que lhe poupará custos e dissabores.

8 questões que deve fazer a si mesmo antes de solicitar a criação de um website

1. Existe um Guião de Estilo?

O Guião de Estilo da Marca é um mapa de orientação vital para o design de um website. Define as diretrizes da identidade da marca: ambiente concetual, imagética, estilo de comunicação, paleta de cores, texturas e tom de voz. Não raras vezes, as empresas carecem deste documento estruturante, obrigando a um trabalho inicial da agência de criação de um moodboard que garanta coerência visual e consistência com os valores da marca.

2. Que User Experience pretende?

Este aparente “palavrão” é a base de criação de um website. Consiste na narrativa que dá forma ao seu website e alavanca a maneira como o utilizador vai navegar para alcançar os objetivos que previamente definiu. Quando a intenção seja a reformulação de um website existente, o ponto de partida é uma auditoria à funcionalidade e navegabilidade atuais, com o objetivo de introduzir as necessárias correções e melhorias. Quando o propósito é a criação de um website de raiz, toda a estrutura de navegação tem que ser detalhada e criada. Qualquer uma das situações implica, para a agência, trabalho profundo de revisão, análise, benchmarking das melhores práticas, teste e reformulação. No final do dia, o objetivo é criar, mais do que um website, uma experiência de marca consistente com os objetivos de negócio. Saiba quais são os seus objetivos e detalhe o que pretende que as pessoas façam no seu website.

3. Existem Buyer Personas?

Uma buyer persona é um perfil detalhado e funcional do seu cliente-tipo ideal. Podem existir várias mas o mais importante é que sejam consistentes com os objetivos do seu negócio. A criação e/ou reestruturação das suas buyer personas é uma fase fundamental do design de um website, determinando todas as subsequentes, nomeadamente, a produção de conteúdo.

4. Quem escreve os textos?

O texto ou copy de um website é muito mais além de um aglomerado de frases bonitas. Escrever para o digital é uma arte que poucos dominam e que determina profundamente a performance do seu website. O que escolhe dizer sobre a sua marca ou empresa e a forma como conta a sua história pela seleção estratégica e cuidada de palavras é determinante e não deve ser deixado ao acaso.

5. Quantas páginas terá o website?

O número de páginas é uma métrica comum usada para determinar os custos de criação de um website. As páginas, dependendo da sua natureza, implicam recursos e horas de trabalho distintas.

6. Requer elementos multimédia e/ou interativos?

Conteúdos específicos como vídeo, animações, efeitos de transição, design responsivo, requerem recursos específicos, tempo de criação, teste e otimização.

7. Há necessidade de migrar conteúdo?

Conteúdo pré-existente – um blog, notícias de imprensa, calendário de eventos, páginas de agradecimento, etc. – pode ser mantido mas implica migração e, muitas vezes, desenvolvimento e programação específicos para resultar e integrar o novo design de website.

8. Qual o plano de atualização e manutenção previsto?

Um website não é um repositório estático de informação. Deve ser encarado como uma plataforma dinâmica e atualizada, que reflete o que está a acontecer de mais relevante na empresa e, como tal, a criação continuada de conteúdo é desejável para manter a performance e a taxa de conversão. As sete primeiras questões preparam o seu website para o sucesso expectável mas este último garante que se mantém na senda das melhores práticas e relevante para os motores de pesquisa. Se um website bem estruturado e fácil de usar ajuda a sua empresa, um website obsoleto e desatualizado vai prejudicá-la certamente.
Por esta altura, deverá estar a pensar que um website é muito mais do que havia inicialmente imaginado e as fases de estruturação, planeamento, concetualização e teste são absolutamente primordiais para o sucesso posterior. Não facilite naquela que é a ferramenta mais importante do seu negócio no ecossistema digital. A ilusão de um website criado em meia dúzia de dias com recurso a umas centenas de euros pode ser fatal, no médio termo, para a notoriedade da sua marca e saúde do seu negócio.
Saiba como podemos ajudá-lo a criar o seu website.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *